quinta-feira, 10 de abril de 2014

Escalada em Niterói - Córrego dos Colibris, Morro do Ubá VI e Mirante do Carmo

Por Leandro do Carmo

Visite também outros pontos:

Morro do Tucum (Costão de Itacoatiara)
Alto Mourão (Pedra do Elefante)
Agulha Guarischi
Morro do Telégrafo
Enseada do Bananal
Esportivas do Bairro Peixoto
Córrego dos Colibris, Morro do Ubá VI e Vale da Serrinha
Morro das Andorinhas
Morro do Cantagalo
Morro do Morcego
Locais Diversos

Setor Córrego dos Colibris

Início da Trilha do Córrego dos Colibris
Ainda dentro do Parque, no começo do Engenho do Mato, é um setor com vias tranquilas, não muito repetidas. A parede possui muita vegetação em alguns pontos. Possuem as mesmas características, mais fácil no começo e crux mais pro final, são todas bem protegidas num padrão E2 de exposição, além do rapel ser obrigatório em todas as vias. O início da trilha fica no final da Rua do Engenho do Mato (Link para o google maps).

Para acessar as vias, deve-se pegar a trilha do Córrego dos Colibris e chegando numa cisterna, siga em frene pela esquerda da cisterna e quando chegar a uma grande árvore. Saindo pela esquerda dessa árvore, você acessa as vias Paredão Fogo do Inferno e Variante Irmandade Felina. Seguindo a esquerda da árvore e seguindo um leito seco de rio, chega-se a via Paredão Mabele Reis. As outras vias, segue-se a direita da grande árvore, seguindo por um discreto caminho de água.

Localização da Parede

Exibir mapa ampliado



Linha das Vias


Visão geral das vias. Fonte: www.niteroiense.org.br

VIAS

01 - Mabelle Reis, Paredão - 4  IVsup E2 D1 ------- + RELATO  + CROQUI
A melhor via do setor. Para chegar a base, deve- se seguir pela esquerda, passando a grande figueira ao final da trilha do Córrego dos Colibris. Bem acima, você deve ir ser aproximando da parede. Você verá um grande bloco a direita e os grampos bem ao alto. A primeira enfiada segue por um trecho mais vertical, com grandes agarras. Depois a via segue as mesmas características das vias do setor.

>>>> ATENÇÃO <<<< As vias 2 e 3 foram desequipadas em 2017 devido à vegetação. 
02 - Fogo do Inferno, Paredão - 3  IVsup E2 D2 ------ + RELATO  + CROQUI 
03 - Irmandade Felina, Variante - 3º E2 ------- + RELATO  + CROQUI

04 - Aline Garcia, Paredão - 3º IV E2 D2 ------- + RELATO  + CROQUI
Tem o início em comum com a Chuva de Guias. Ótima para quem está começando a guiar. O crux fica na última enfiada. Para acessar a base, siga reto depois de passar a grande figueira ao final da trilha do Córrego dos Colibris. Subirá um pouco mais para a direita até chegar a um costão. Verá a sequência de grampos. O início é bem fácil e há muitas bromélias em alguns trechos da via.

05 - Chuva de Guias, Paredão - 2º Vsup E2 D2 ------ + RELATO  + CROQUI
Tem o início em comum com a Aline Garcia. Ótima para quem está começando a guiar. O crux fica na última enfiada. Para acessar a base, siga reto depois de passar a grande figueira ao final da trilha do Córrego dos Colibris. Subirá um pouco mais para a direita até chegar a um costão. Verá a sequência de grampos. O início é bem fácil e há muitas bromélias em alguns trechos da via.

06 - Estela Vulcanis, Paredão - 3º VI E2 D1------- + RELATO  + CROQUI
Fica após as vias Chuva de Guias e Aline Garcia. A via segue bem tranquila com lances fáceis. Passa por umas grandes bromélias até chegar ao crux.

Coelhinhos Peludos - 3º
Essa via começa por outra entrada, devendo pegar o caminho para a Falésia do Peixoto. Segue por uma sequencias de grampos até entrar num diedro, protegido por móvel, ou seguir mais exposto até o fnal.

Fotos

Visão geral do Setor Córrego dos Colibris

Setor Córrego dos Colibris



Setor Morro do Ubá VI

Fica atrás do Condomínio Ubá VI. São vias curtas, com exceção da Ezequiel Gongorra. Não são muito repetidas.

Localização

Exibir mapa ampliado

Vias

Cada Um Com seu Dendê - IVsup E1
Ezequiel Gongora - 3  V E2 D1 -------- + CROQUI
Roberto Kellis - V E1
Sudorese - IV E1



Setor Vale da Serrinha


Itaipuaçu, vista do Mirante do Carmo
Setor novo no Parque Estadual da Serra da Tiririca, possui apenas uma via, a Bruno Silva. Descobri o mirante em investida para conhecer o local, ainda inexplorado. Para chegar ao Mirante do Carmo, sair da trilha do Mourão, após um grande bloco a esquerda, pegando para a direita, anda uns 6 metros e encontrará um costão, aí, é só caminhar. No final encontrará o formato de uma bacia, onde poderá sentar e apreciar o belíssimo visual! O acesso a via Bruno Silva é feito ao lado do início da trilha do Mourão, num largo, seguindo uma a trilha não muito definida, mas muito tranquila, leva-se uns 10 minutos no máximo, para chegar a base .


Localização

Exibir mapa ampliado


Vias

Bruno Silva - 2° III E2 D1 175 metros --------- + CROQUI + RELATO DA CONQUISTA + VÍDEO
Via Didática - 2° II A0 210m - Croqui
Golpe do Cartão
Variante Levada da Breca - 3º E1 25 metros
De Olho nas Vizinhas

Fotos do Mirante do Carmo
Galera reunida no Mirante do Carmo

Escalando a via Bruno Silva

Ary acima do primeiro lance da Bruno Silva

Leandro na conquista da segunda parada da via Bruno Silva

Escalando a Bruno Silva

Deixando o Mirante do Carmo



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui.