quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Escalada - Via Luiz Arnaud / Babilônia - Urca

Via Luis Arnaud 4º IV E1 D1 180 metros
Babilônia – Urca

Data: 04/11/2011
Participantes: Leandro do Carmo e Guilherme Belém

Hoje a cordada estava pequena. Somente eu e Guilherme. Decidimos fazer a via Luiz Arnaud (4º IV E1 D1) por ser bem protegida e ser de 4º grau. Enquanto fomos para lá, Jerônimo foi fazer a Reinaldo Benken e o Bruno e Alê foram para a Soleil.

Chegamos a base da via, e já tinha uma cordada de dois, com o guia já chegando na primeira parada. Até nos arrumarmos daria tempo da cordada subir até a parada e aí, iniciarmos nossa escalada.

Enquanto nos arrumávamos, na via Ilusões da Guanabara (4º V E2 D1) a cordada deixou cair um ATC ou mosquetão. Aí, a necessidade de colocar o capacete logo assim que chegamos a base da via, principalmente se tiver gente acima.

O Guilherme resolveu guiar o primeiro lance. Teve que aguardar um pouco, pois a cordada de cima, ainda não tinha saído da primeira parada. Ele esperou um pouco e montou parada. Iniciei a escalada e percebi que é muito bem protegida. Ainda não tinha escalado uma via assim. Tanto grampo que o fácil fica mais fácil ainda!!!

Chegamos a primeira parada,  demos uma descansada e resolvemos que eu guiaria a próxima enfiada. Iniciei a subida. Começo tranquilo até uma pequena barriga que deu um pouco de trabalho. Boas agarras para as mãos e pés, nada que seja impossível. Enquanto tentava vencer esse lance, olhei para cima e deixou cair uma pochete. Passou do meu lado, mas como estava num lance difícil e ainda não tinha costurado, não pude esticar o braço para pegar. O Guilherme ainda tentou pegar, mas passou um pouco longe dele.

Ainda bem que essa via é bem protegida, nesse lance de 4º dá um friozinho na barriga!!!! Passei direto pela 2ª  e 3º paradas dando uma esticada para economizar tempo. Chegando na 4ª, montei a parada e avisei que o Guilherme poderia subir, ele me perguntou se era tranquila e eu falei que até a pequena barriga tudo bem, a partir dali... Mas participar é mais tranquilo.

Descemos dali,  o tempo era curto, a subida completa ficará para a próxima. Fizemos dois rapeis longos e um curtinho, no primeiro grampo, depois das chapeletas.

Dessa vez não teve foto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui.