segunda-feira, 13 de maio de 2013

Trilha - Pedra do Cantagalo - Niterói RJ

Por Leandro do Carmo

Data: 06/04/2013
Participantes: Leandro do Carmo e Igor Holzer

DICAS: Apesar de bonita, li relatos de caminhantes terem encontrado pessoas fortemente armadas na trilha de acesso, logo, muito cuidado.


Relato

Um local fantástico e tão perto da cidade... Passar por pequenos córregos, nascentes, ver pássaros, micos... Um privilégio para poucos. Por que que eu ainda não tinha ido lá? Não faço a mínima idéia, mas já estava na hora. Aproveitando que o tempo estava meio instável, fiz um convite ao Igor, que mora perto da entrada da trilha, se ele gostaria de ir lá comigo. Ele aceitou o convite e marcamos sábado de manhã, por volta das sete.

A trilha começa na Estrada Fr Orlando, no bairro do Jacaré. É até fácil identificar o início da trilha, pois o local também é visitado pela galera do motocross, que com o passar do tempo, deixou, em alguns lugares, umas canaletas de quase 1 metro de profundidade.

No caminho passamos por vários sítios e o único barulho é o da natureza. Somente pássaros e o vento nas árvores. O Igor levou os dois cachorros dele para o passeio. Foram tocando o terror durante o caminho!!! rs. O caminho é bem fechado pelas árvores. São poucos os pontos onde conseguimos ver a Pedra do Cantagalo. O contato com a natureza é intenso.

Depois de uns 35 minutos de caminhada, chegamos ao ponto onde encontramos a bifurcação com a trilha que vem do Cemitério Parque da Colina. Subimos mais um pouco e já dava para ver a pedra bem de perto. Ao invés de seguirmos a trilha, descemos até a base da pedra para tentar identificar algumas vias de escalada que tem no local. Conseguimos identificar as três: a Chaminé Almas Penadas, Fissura Ritos Macabros e Fissura Vozes do Além. Com muito mato em volta, ficamos de voltar um outro dia para poder limpar a base e poder repetir as vias. Ficou difícil encontrar a Chaminé Campello, segunda via de escalada aberta na cidade. Sem um facão para abrir caminho no mato seria quse impossível prosseguir. Ficará para uma próxima investida ao local.

Depois de conhecer o local, seguimos até o cume. O visual é fantástico. 360º de pura beleza. Serra da Tiririca, Lagoa de Itaipú, Piratininga, Rio de Janeiro, Parque da Cidade, Serra do Órgãos... Difícil até de enumerar todos os locais vistos!!! O tempo ajudou bastante. A previsão era de tempo ruim, mas as nuvens se dissiparam um pouco e ficou um dia agradável.

Ficamos conversando que nem vimos a hora passar. Também, com uma vista dessas... Iniciamos a descida e logo já estávamos na casa do Igor. Tomamos um café e comemos um bolo. Manhã perfeita!

Igor, valeu pela trilha e pela companhia; pessoal, até a próxima!!!


Fotos cedidas por Igor Holzer













2 comentários:

  1. Muito bom Leandro, como sempre competente em tudo.
    Numa das fotos (5ª) identifiquei uma grande chaminé mais a esquerda, (aliás tem outra bem na quebrada da pedra) com a base bem na grota, parece bem vertical e longa, será a Campello? Temos que dar um confere qualquer dia.
    Parabéns.

    ResponderExcluir
  2. Pois é Igor, não tenho certeza, mas é a única chaminé que pode ser a a Campello. Não tem mais outra que possa ser! Qualquer dia desses a gente dá um pulo lá para conferir!

    Valeu.

    ResponderExcluir

Comente aqui.