quinta-feira, 25 de abril de 2013

Escalada na via M2 - Babilônia - Urca RJ

Por Leandro do Carmo
Via M2 – Maurício Motta – 4º V E2 D2

Data: 16/03/2013
Participantes: Leandro do Carmo e Leandro Pestana

DICAS: Só tomar cuidado com o horário de fechamento da portaria, o resto é tocar pra cima!!!

Relato

Já estava tentando marcar uma escalada com o Leandro Pestana, fazia algum tempo. Nunca dava! Em umas das reuniões do CNM, combinei com ele de escalar no final de semana. Tudo certo, tínhamos marcado de irmos ao setor das cervejas, no Pão-de-Açúcar. Marcamos as três da tarde na Urca.

Quando estava quase chegando na praia Vermelha, o telefone tocou. Era o Leandro avisando que iria atrasar um pouco, pois daria uma volta de Stand Up. Aproveitei para fazer um lanchinho...Quando ele voltou, conversamos sobre o tempo. Estava fechado por trás do Babilônia e decidimos ficar por ali mesmo, pois se chovesse, o abandono seria mais rápido.

Nem sabíamos qual via fazer, entramos e fomos caminhando. Ao passar pela M2, vimos que estava vazia. Vamos nessa? Perguntei. Nem precisamos andar muito... Já resolvemos logo o problema. Nos arrumamos e perguntei: Posso ir? Com o ok do Pestana, toquei pra cima. Não falei para ele, mas estava sendo uma honra escalar com o cara que conquistou um monte de via que me amarro escalar em Niterói... e ainda tem mais: estava guiando o cara!!!

O começo é bem tranquilo, fui subindo sem muito esforço. Cheguei numa parada dupla onde parei e mandei o Pestana subir. Ele veio tranquilo, até que chegou na parada. A próxima enfiada foi dele. Havia me falado que estava há muito tempo sem guiar e veria o que ia dar. Subiu montou a parada. Também toquei pra cima.

Aproveitamos para tirar algumas fotos e me preparei para guiar a próxima enfiada. Trecho completado, nos preparamos para rapelar. Já estava no final do dia e o aquecimento já valeu! No segundo rapel, quando o Pestana começou a puxar a corda, tinha esquecido de desatar o nó na ponta. Ficou, uns dois metros acima da parada. Tive que escalar esse pedaço para soltá-lo.

Mais alguns minutos estávamos na base. Valeu pela escalada!

Até a próxima!












Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui.