segunda-feira, 30 de maio de 2016

Guia de Trilhas de Niterói e Maricá: Décimo sétimo dia, do Morro da Peça ao Caminho de Darwin

Por Leandro do Carmo 

Guia de Trilhas de Niterói e Maricá

Morro da Peça, Caminho de Darwin e Córrego dos Colibris

Data: 03/01/2016
Participantes: Leandro do Carmo, Ary Carlos, Paulo Coelho, Andréa Vivas e Simone Bezerra


Primeira trilha do ano. O mapeamento de Niterói ainda não acabou. Tínhamos algumas trilhas ainda por fazer e dessa vez, resolvemos matar logo três: Morro da Peça, Carmino de Darwin e Córrego dos Colibris.

O tempo não estava bom, mas mesmo assim confirmamos a atividade. Marcamos de nos encontrar em frente ao supermercado Diamante, antigo Rincão Gaúcho, em Itaipú. Ali iniciaríamos a trilha do Morro da Peça. Seguimos ao lado do reservatório de água e entramos na trilha. Com um poucos minutos estávamos no costão em direção ao cume. A trilha é bem curta, mas com uma visão bem bonita da Serra da Tiririca e lagoa de Itaipú. Dali temos claramente a visão de como as casas avançaram na área da lagoa.

Descemos e começou a chover um pouco. Ficamos esperando para ver o que aconteceria e resolvemos dar uma parada na padaria e tomar um café. A chuva passou e resolvemos ir para o Caminho de Darwin. Seguimos de carro até o Engenho do mato e de lá pegamos o caminho. Fomos até a sede da antiga Fazenda Itaocaia, mas infelizmente não pudemos visita-la, pois estava alugada para um evento particular.

Voltamos e como ainda tínhamos tempo resolvemos ir ao Córrego dos Colibris. A Simone e Paulo não puderam continuar, assim, seguimos eu, Ary e Andréa. No Córrego dos Colibris, fomos até a grande Figueira e depois seguimos para o local onde existia uma pequena queda d´água, antes do córrego secar completamente. Aproveitamos ainda para visitar um belo mirante.

E a chuva que quase estragou o nosso passeio deu uma trégua!


Assim completamos o dia com mais três trilhas mapeadas!!!

Visual do cume do Morro da Peça

Caminho de Darwin

Pedra de Itaocaia

Fazenda Itaocaia com a Pedra de Itaocaia ao fundo




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui.