terça-feira, 31 de março de 2015

Trilha na Pedra de Itaocaia - Maricá RJ

Por Leandro do Carmo

Dia 24/12/2014

Participantes: Leandro do Carmo, Leonardo Carmo, Ary Carlos, Marcos Lima e Alexandre Rockert.


Histórico: Localizada no distrito de Itaipuaçú, no município de Maricá, a Pedra de Itaocaia se destaca, tanto de que está na praia de Itaipuaçú ou Alto Mourão, quanto para quem passa pela RJ 106, na altura de Inoã. Possui aproximadamente 389 metros de altura e de cada ponto que a vemos, possui um formato. Charles Darwin, grande naturalista inglês, autor da revolucionária teoria da evolução das espécies, narrou uma história com um final trágico: Uma escrava havia se suicidado, pulando da Pedra de Itaocaia após ter jogado a filha do fazendeiro no tacho de melado, por vingança e ciúme. Os restos mortais da criança, encontram-se na capela da sede da Fazenda Itaocaia. Também segundo Darwin, existiu no alto da Pedra de Itaocaia, um quilombo, que posteriormente foi destruído por fazendeiros locais.

Início da trilha:

A trilha:

A trilha começa ao lado lote 330, quadra 16, da rua 5. Seguir uma servidão, com o muro a sua direita, vai chegar a um portão de garagem. A sua esquerda, terá uma laje de pedra. Aí é o começo da trilha. A trilha segue bem definida, sem bifurcações. Duração de 30 min a 1 hora, dependendo do seu condicionamento físico.

Relato

Era dia 24/12, véspera de natal. Não daria para fazer uma trilha ou escalada demorada... Me veio logo a idéia da Pedra de Itaocaia. Ainda não tinha ido, mas sabia onde começava e que era uma subida rápida e tranquila. Não foi difícil arrumar companhia, fomos eu, meu irmão, Ary o Carlos, Alexandre Rockert e o Marcos Lima. O tempo não era dos melhores, estava bastante nublado e a previsão era de chuva a qualquer momento. Mas mantivemos a programação. E no dia 24, estávamos lá, na base da trilha, para vencer seus 389 metros!

Começamos a subida, que segue por uma pequena laje de pedra, que devido a chuva do dia anterior, estava um pouco escorregadia. Seguimos subindo sem muitos problemas. Tirando o calor, que estava potencializado por um dia abafado e úmido, o resto era o de costume: subida! Nesse começo a mata é fechada e não tínhamos visão de nada.

Queríamos mesmo, era encontrar com a tal onça parda que supostamente foi flagrada na região... E esse foi o assunto da subida! Depois de alguns minutos o primeiro mirante. Agora já dava para
ver o quanto havíamos subido. Nesse ponto tínhamos visão da Serra da Tiririca, com a sede da antiga Fazenda Itaocaia bem abaixo. Continuamos subindo num bom rítimo. Mais acima, as grandes árvores foram dando lugar as de menor porte e mais acima, muito capim. A nossa sorte é que o capim estava bem baixo, facilitando nossa caminhada.

Mais alguns minutos e estávamos no cume. Mas e o visual? Essa não poderei responder... Baixou um nuvem, que não nos permitia ver nada... visibilidade de uns 10 metros apenas. O calor foi dando lugar a um vento que abaixou a temperatura imediatamente. Ficamos ainda no cume por um bom tempo, torcendo para as nuvem dissiparem e podermos curtir um pouco da vista.

Mas nada... O que veio mesmo foi o frio. Impressionante, mas senti calor e frio num intervalo de minutos. Parecíamos que estávamos no inverno da serra. A camisa molhada de suor foi ficando gelada. Batemos algumas e fotos e resolvemos descer. Começamos a caminhada. Agora mais rápido que na subida, como diz o ditado: “Pra baixo, todo santo ajuda!”. Quando passamos da linha das nuvens, a temperatura subiu novamente. Estávamos de volta ao calor abafado e úmido do verão...

Início da Trilha, notar a laje de pedra. Do outro lado tem um portão de garagem

Por onde entra para chegar ao começo da trilha

Cume visto da Estrada de Itaipuaçú (Em frente ao posto Golfinho)

Primeiro Mirante

Já não dá para ver mais nada...

Trilha

No cume

Os guerreiros!!!!

10 comentários:

  1. Ola..para chegar ao inicio da trilha vou por dentro de Itaocaia Valley?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode ir por lá sim, mais aí você anda o tempo tido em rua de chão. Clicando no mapa, você consegue ter uma ideia do caminho a fazer. Qualquer dúvida me avise. Abraço.

      Excluir
  2. Melhor entao pelo posto Golfinho correto?
    Entro na Rua 5 e mais a frente viro a direita conforme seu relato.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  5. Olá gostaria de fazer essa ,e mas outras em Maricá, mas a princípio vou iniciar por está ,gostaria de saber como faço para chegar até o início da trilha ,sou de Itaipu qual o melhor caminho ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vindo Itaipú, pegar a serrinha para Itaipuaçú e seguir a principal. Passar pela praça do Barroco e mais a frente virar na ra Cinco. Se clicar em ampliar mapa, ficará mais fácil para ver o caminho no Google mapa. Qualquer dúvida me avise.

      Excluir
  6. Olá,td bem? moro em maricá, acha perigoso ir sozinho? sou adulto ja..um abraço

    ResponderExcluir
  7. Olá,td bem? moro em maricá, acha perigoso ir sozinho? sou adulto ja..um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Thiago, a trilha é bem tranquila. O problema de fazer sozinho é não ter auxilio em caso de um acidente como torcer o pé, etc... Caso não tenha opção, deixe sempre alguém ciente do roteiro que vá fazer. Grande abraço.

      Excluir

Comente aqui.