sexta-feira, 6 de março de 2015

BTBW na Cume do Chapéu de Bruxa - Friburgo

Por Sandro Damásio

Data: 15/02/2015

Participantes: Sandro Damásio e Nilson Martins

A cidade de Friburgo é simplesmente privilegiada. Localizada na região serrana do Rio de Janeiro é cercada por belas montanhas, cachoeiras e florestas, tudo isso regada a um clima super agradável. O centro da cidade fica a 850 metros de altitude e conta com uma estruturada rede comercial e gastronômica. As principais cidades vizinhas são Teresópolis, Casimiro de Abreu, Cachoeiras de Macacu e Bom Jardim. A região conta com montanhas célebres do montanhismo brasileiro, como os Três Picos de Salinas, o imponente Pico do Caledônia, a Pedra do Elefante, as Torres de Bonsucesso (Distrito de Bonsucesso) e outras maravilhosas montanhas, incluindo o Morro do Chapéu de Bruxa, foco desse relato.
O Morro do Chapéu de Bruxa está localizado entre os bairros de Cascatinha e Vargem Grande em Friburgo e também conhecido como Nariz do Diabo. O cume fica a uma altitude de 1.530m e para chegar não tem uma trilha definida, já que é pouco frequentado. A vegetação é alta no início da subida fazendo com que o montanhistas tenha alguma noção de orientação para buscar voltar pelo mesmo caminho. Existem algumas pedras soltas no caminho, na parte mais próxima do cume, quando a vegetação fica mais baixa e a inclinação mais elevada.

Há mais de um ano estávamos pensando em atingir seu cume, mas não rolava a oportunidade. Buscávamos informações mas não havia nada disponível. Tentamos uma investida no início de 2014 mas não rolou. A motivação maior era o morro estar localizado bem em frente à sede BTBW de Nova Friburgo, a casa de nosso amigo Nilson Montanha, aos pés do imponente Caledônia.
Nilson, na sua incansável busca por cumes, rodou a região com sua Kansas BTBW buscando o melhor ponto para o início da subida. 


Depois de investidas ao Pico do Caledônia (2.257 m) e a Pedra do Imperador (1.380 m) finalmente chegou a vez de encarar o imponente chapéu de Bruxa. Saímos às 6hs do dia 15/02/2015, eu, Sandro Damásio e Nilson Montanha, rumo ao objetivo. O dia estava lindo, com o Sol nascendo às 6h30 e com algumas nuvens esparsas no céu que ajudaram a aliviar a subida.


O começo da trilha se dá em uma estrada abandonada à esquerda da estrada de São Lourenço, onde pode ser deixado o carro. Ao final da estrada de terra o estilo é "siga seu melhor caminho". Não existe trilha definida, mas é possível avistar o cume do morro em boa parte do caminho e fica fácil se guiar. Alguns trechos são de mata fechada, é bom olhar pra trás e registrar alguns pontos de referência para a volta. Na parte final da subida, já chegando ao cume, a inclinação aumenta bastante, com algumas pedras soltas e trechos de erosão. A vista já na subida é show, eu tava ansioso para ver a paisagem do outro lado.


Após 1h30 de caminhada, chegamos ao cume, com uma recompensa maravilhosa de uma vista privilegiada de Friburgo e suas montanhas. A visão de cume é um colírio aos olhos de todo montanhista. Montanhas lindas como a Pedra do Imperador, Pedra da Pirâmide, Babilônia, Von Veigl, Pico da Caledônia e os Três Picos fazem parte da paisagem. Após uma hora de cume, apreciando e curtindo aquele momento e com 50% da missão cumprida, tocamos pra baixo, enfrentando a íngreme descida.


Após uma hora e alguns arranhões e carrapatos, chegamos ao local onde deixamos o carro. Cansados, com o perfume da montanha e felizes pelo cumprimento da missão, seguimos para a base BTBW onde tivemos uma recompensadora visão do objetivo alcançado, regada com uma bela cerveja gelada. A pergunta que fica: Onde iremos agora??? Born To Be Wild - BTBW RM. Vejo vocês nas Montanhas.

PitBull Aventura
GRAAL
Companhia da Escalada













Montanhas e montanhas.
 




BTBW no cume do Chapéu de Bruxa.
 



O Chapéu de Bruxa - 1.530 metros.
 


Base BTBW Friburgo.
 


Base BTBW Friburgo.

 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui.