quinta-feira, 27 de fevereiro de 2020

Circuito Temiminó

Por Leandro do Carmo

Data: 14/12/2019
Participantes: Leandro do Carmo e Rafael Faria do Carmo

Depois de termos feito a Travessia Tupinambá, hoje iríamos para o Circuito Temiminó. Uma nova trilha no Parque da cidade. Essa, bem diferente das outras da região.
Chegamos cedo ao Parque da Cidade. Estacionamos próximo ao Posto da Guarda Ambiental e de lá seguimos para o início da trilha. O início é bem agradável e segue até a Ponte de Pedra pela trilha Colonial. Seguimos descendo e logo chegamos. A Ponte de Pedra é sempre um espetáculo. Não se tem informações sobre a origem de sua construção, mas o caminho deveria ter alguma importância à época de sua construção.

Após a pausa para algumas fotos, seguimos caminho. Entramos literalmente no trecho do Circuito Temiminó. Subimos quase paralelos ao caminho de descida e aos poucos fomos nos distanciando e após alguns minutos, chegávamos ao Mirante das Orquídeas. Ali, fizemos uma pausa para um lanche. O visual era bonito apesar do dia nublado.

Depois de um tempo ali, o Rafael segui à frente. Fui logo em seguida, fazendo algumas marcações no GPS. O caminho continuava bem agradável. Estava calor, mas menos que em dias anteriores. Subimos e chegamos próximo a um mirante. Esse tinha uma vista limitada pela enorme quantidade de vegetação, mas o pouco que podíamos ver, já valia a pena.

Continuamos andando e chegamos a um grande bloco. Era uma passagem bem bonita, numa espécie de túnel, formada por uma espécie de cipó. Seguimos por ela até o final, onde descemos num trecho bem íngreme e logo viramos para a direita, voltando a subir levemente até estarmos caminhando paralelos a uma rocha. Mais uma leve subida e chegamos a um grotão, que quando estávamos abrindo essa trilha, optamos por não descer. Porém, o caminho agora era por ali.

Seguimos descendo e com o auxílio de uma corda, fizemos o trecho final da descida bem rápido. Dali, seguimos para a esquerda e de lá, pegamos uma diagonal para a direita, onde descemos até chegar ao trecho final, na antiga trilha de ligação que sai bem ao lado do túnel, onde foi instalado o canteiro de obras, à época de sua construção.

Nesse ponto, resolvemos dar uma explorada nesse caminho que desce, ao invés de subir de volta. Seguimos descendo e aos poucos o caminho foi diminuindo até virar uma picada. A medida que descíamos ia sumindo, até que não tínhamos mais nenhuma referência. Segui para a esquerda, mas o caminho fechou totalmente. Dali eu conseguia ver a AABB bem ao fundo. Deveríamos mudar a direção. Seguimos para o outro lado, porém não tinha nada definido. O caminho estava mais aberto e ficou mais fácil descer.

Havíamos chegado a uns grandes blocos. Ao fundo, parecia uma trilha, mas quando chegamos perto, vimos que não era nada. Existiam algumas estacas perto de algumas rochas e mais a frente algumas fitas amarradas entre árvores. Nesse ponto, decidimos continuar até o final. Seria mais fácil percorrer esses poucos metros, do que retornar subindo.

Seguimos andando e realmente foi mais fácil. Depois de alguns minutos andando, o caminho ficou totalmente plano e de mais alguns metros, estávamos na cerca que fazia limite com o antigo canteiro de obras que foi instalado à época da construção do túnel. Passamos pela cerca e seguimos andando para até a saída. Ainda passamos na AABB para bebermos uma água e descansar um pouco. Até que o caminho ficou interessante. Já deixamos registrado!

Dali, pegamos um UBER até o Parque da Cidade, onde havíamos deixado os carros. Valeu a caminhada!!!!!









5 comentários:

  1. Respostas
    1. Já está lá, só pesquisar por circuito Temiminó.

      Excluir
    2. https://www.google.com/url?sa=t&source=web&rct=j&url=https://pt.wikiloc.com/trilhas-trekking/circuito-temimino-43383866&ved=2ahUKEwiZ4uKj2_vnAhXBE7kGHUd0AQQQFjAAegQIBBAC&usg=AOvVaw1_hLlPsIIcujGwoNRa7cnp

      Excluir
    3. Se não conseguir abrir o link, coloque no google: circuito temimino wikiloc

      Excluir

Comente aqui.