terça-feira, 26 de abril de 2016

Guia de Trilhas de Niterói e Maricá: Décimo segundo dia, o verdadeiro Pico da Lagoinha

Por Leandro do Carmo

Guia de Trilhas de Niterói e Maricá

Circuito do Pico da Lagoinha

Data: 28/11/2015
Participantes: Leandro do Carmo, Ary Carlos e Luciano Gomes


Voltando à Maricá e ao Espraiado, nossa missão de hoje era chegar ao Pico da Lagoinha. Há uma grande confusão que envolve o local. Nas cartas topográficas da região e em muitos sites, o Pico da Lagoinha é indicado no local onde chamamos de Pico da Divisa, pois faz limite entre os municípios de Maricá, Tanguá e Saquarema. Mas qual a certeza sobre a verdadeira localização do Lagoinha?

Alguns metros abaixo do cume do Lagoinha, existe um açude, que segundo moradores fora construído ainda por escravos. A verdade é que o açude existe e esse é o motivo do Pico se chamar Lagoinha! O açude hoje tem muito sedimento e pequenos pontos com água, principalmente pela falta de chuva na região.

Encontrei o Luciano na entrada de Maricá e seguimos para o Espraiado. O Ary já estava lá nos esperando. Seguimos subindo pelo já conhecido caminho que leva a Tomascar. De lá fomos até um pouco antes do cume do Pico da Divisa e entramos na trilha em direção ao Lagoinha. Seguimos por uma descida forte e passamos por uma colmeia. Sem querer eu toquei nela e tivemos que correr bastante para não sermos atacados pelas abelhas.

Mais acima, chegamos à grande atração do dia: o açude que dá nome ao local. Dali seguimos descendo por uma picada. Cruzamos algumas nascentes até que chegamos a uma grande cachoeira. Mas infelizmente não tinha muita água... Mas já deu para refrescar um pouco!

Após o merecido descanso, descemos até o nosso ponto de partida...

E o Espraiado está quase pronto!!!


Uma de muitas grandes árvores pelo caminho

O Açude que tem um pouco abaixo do cume

Marcações no caminho

Vegetação local

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui.