quarta-feira, 11 de julho de 2012

Caminhada Costa Azul (Emissário) – Praia da Joana

Local: Rio das Ostras

Data: 01/07/2012

Participantes: Leandro do Carmo


DICAS: Caminhada leve na areia da praia e nas pedras, duração de 1 hora, somente ida, parando para tirar fotos e apreciar a natureza!!!!

Há muito tempo que estava a fim de fazer, novamente, essa pequena caminhada. Minha intenção era sair de Costa Azul, na altura da rua São Fidelis e ir beirando o mar até a praia da Joana. Sempre tinha alguma coisa para fazer e acabava ficando para a próxima... Mas hoje era o dia!!!


Saí às 09 da manhã, cheguei ao emissário e comecei a caminhar pela areia. A neblina era forte, apesar da hora. Depois de alguns minutos, cheguei a praia do Remanso, olhei para a Ilha do Costa e ela ainda estava meio encoberta pela neblina. Pouco depois, já estava no mirante, ao lado da praça da Baleia.


Desci até o totem, onde vi que dava para fazer alguns boulders. Algumas pessoas pescando, outras, também caminhando... O dia estava agradável. Conforme fui avançando pelo Monumento Natural do Costões Rochosos, fiquei impressionado e muito triste com as pixações nas pedras. Era algo que não podia entender. Como é que esses imbecis podem fazer coisas como essa... Será que isso os torna mais homens??? Vai entender...
Passado esse fato lastimável, continuei caminhando pelas pedras e cheguei na praia das Areias Negras. Algumas crianças superavam o frio e brincavam na água. Eu, não queria nem molhar o pé!!! A maré estava baixa, dava para ver algumas lajes. Passei pelas pedras e cheguei a uma pequena parede.

Dei uma olhada e vi algumas marcas de magnésio em cima de pequenas agarras. Porém não vi nenhum grampo, olhando de baixo.
Dei a volta e subi para observar de cima e achei dois grampos: um parecia ter sido batido recentemente e outro muito corroído. Da próxima vez, já tem programação!!!
Mais a frente, já avistava a praia Virgem. Para mim, a praia mais bonita de Rio das Ostras. Um verdadeiro paraíso. Apenas algumas construções, bem no começo, porém escondidas entre a vegetação. Sua areia grossa e fofa forçam um pouco as pernas na caminhada. Cruzei com algumas pessoas pescando e nada mais.

Cheguei ao final da praia e comecei a subir as pedras. Essa parte tem poucas pixações, deve ser pela distância da última entrada. Dei uma pequena parada para apreciar a vista. O silêncio era interrompido pelo barulho das ondas. Alguns pássaros davam um toque especial a melodia da natureza. Passada minha hipnose, levantei continuei a caminhar. Mais um pouco a frente, já avistei a Ilha da Joana. Continuei andando e cheguei a praia
 da Joana. Fui até o quiosque e comprei um água. Fui até o final da praia, subi as pedras e sentei para descansar, enquanto observava algumas pessoas pescando.

É engraçado... Em pescaria de lazer, acho que o que menos importa é o peixe!!! Fiquei por algum tempo observando a pescaria de um grupo e eles conversavam mais do que outra coisa, era raro alguém verificar o molinete... Vale o bate papo e a diversão!!!

Levantei e comecei o caminho de vota, aí vocês já conhecem!

Até a próxima!!!

Confira aqui o vídeo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui.