quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Escalada - Via Cervino / Babilônia - Urca

Via Cervino 2º IIsup E2/E3 D1 85 metros
Babilônia – Urca

Data: 02/10/2011
Participantes: Leandro do Carmo, Clayton Matos, Suzana Pastuk, Caio e Jerônimo.

Marcamos, como de costume, às 08:00 da manhã na praça central da Urca. Esteve presente eu, Suzana, Caio, Jerônimo e Clayton. Hoje seria um dia diferente: o Caio ainda não havia escalado conosco depois que nós terminamos o curso; conhecemos o Jerônimo hoje; e por último, seria a primeira escalada do Clayton !!!!!

Discutimos qual via nós faríamos. Alguma nos Coloridos ou no Babilônia. Afinal de contas, um dos guias era o Jerônimo, que não conhecíamos e o outro, era eu, na qual guiaria pela primeira vez. Levando tudo isso em conta, decidimos fazer a Cervino, no Babilônia, uma via de 2º com III.

Depois de alguns minutos de caminhada, chegamos à base da via. Dividimos as cordadas da seguinte forma: o Jerônimo guiaria o Caio e a Suzana e eu guiaria o Clayton. O Jerônimo decidiu fazer a cordada em “I”. Todo mundo se arrumou, conferimos os equipamentos e rocha acima!!!!!!

O Jerônimo partiu para a primeira enfiada, começo tranquilo, boas agarras,  nada de complicado. Quando ele estava analisando em qual grampo faria a primeira parada, percebi que a corda seria curta para guiar a Suzana e o Caio. Decidimos então, que só iria o Caio e eu guiaria a Suzana e o Clayton. Beleza, problema resolvido e Caio tocou para cima.

Quando o caio chegou a primeira parada, comecei a subir a via, optei pela cordada em “A”. Costurei o primeiro grampo, o segundo e quando cheguei no terceiro, percebi porque o Jerônimo não parou nele, era um grampo muito fino e não estava muito confiável.

Para não ter o mesmo problema da falta de corda, desci de baldinho até o grampo de baixo, tirei a costura e voltei até o grampo fino, onde costurei  com uma fita bem longa, feito isso ganhamos corda o suficiente para chegarmos até a primeira parada.

Chegando ao quarto grampo, esse bem mais confiável, montei a parada. A Suzana iniciou a escalada, logo depois o Clayton. Como era a primeira escalada dele, ficamos de olho. Sem problemas, subiu tranquilo, trazendo as costuras até a parada.

Enquanto me preparava para a segunda enfiada, perguntei ao Jerônimo que já estava na segunda parada onde estava o próximo grampo, pois de onde eu estava, não conseguia vê-lo. Ele me informou que estava um pouco mais para a esquerda, uma pequena diagonal.

Iniciei a subida e logo cheguei no grampo, um buraco, na qual formava um excelente ponto de descanso. Continuei até o segundo grampo e dali, uma pequena horizontal para fugir dos cactos e chegar num platô cheio de vegetação. Montei a segunda parada e a Suzana iniciou a subida, logo depois o Clayton.

Bebemos água, conversamos um pouco e apreciamos a bela vista enquanto o Jerônimo e o Caio iniciaram o rapel. Depois deles já terem descido, iniciamos o nosso. Foram três até a base da via.

Tudo certo na minha primeira guiada completa e na primeira escalada do Clayton !!!!!!

Já na base da via, marcamos onde seria a próxima. Sugeri o Bananal, em Itacoatiara, lá tem ótimas vias esportivas para treinamento. A galera topou. Já estou contando os dias !!!!!!!!!

Para ver as fotos, clique aqui.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui.